Entenda porque a medida de potência dos motores é chamada de cavalos

NOVIDADE

Entenda porque a medida de potência dos motores é chamada de cavalos

f compartilhe

O termo cavalos de potência foi inventado pelo engenheiro escocês James Watt, famoso por seu trabalho em melhorar o desempenho dos motores a vapor. A máquina a vapor de James Watt foi a primeira do género a conseguir produzir movimento uniforme contínuo, em 1781. 

 

Por causa do trabalho realizado pelos cavalos nas minas de carvão inglesas do século XVIII, que, por meio de um sistema de cordas e roldanas, puxavam baldes cheios do produto, é que o escocês James Watt determinou que um cavalo gerava 33.000 libra-pés por minuto.

 

Ele calculou que, em média, um cavalo conseguia subir 100 quilos de carvão a uma certa altura por minuto. Na hora de generalizar a medida, ele aumentou a carga em 50% e instituiu a unidade de “um cavalo de potência” como a força necessária para levantar 150 quilos por 30 metros de altura em um minuto.

 

O cavalo-vapor foi então definido como 745 W nos países de língua inglesa e como 735 W no sistema métrico. Quando os motores de combustão interna, usados em carros a partir de 1885, entraram em cena, a sua potência também era medida em cavalos.

 

A indústria automobilística utiliza constantemente o termo cavalos de potência, para informar a "força” dos motores dos carros.

 

A história por trás deste conceito é bastante curiosa, inspirado pelos esforços dos animais, James Watt acabou cunhando a tal unidade que, mesmo depois de ter sido padronizada e renomeada, foi capaz de atravessar os séculos.

 

Facebook Whastapp Email
Em que posso ajudar?